O Sacerdote é o amor do coração de Jesus.
São João Maria Vianney

Orações

Ocasiões Especiais

À vossa proteção

À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó virgem gloriosa e bendita. Amém.
Eu vos adoro devotamente

Eu vos adoro devotamente, ó Divindade escondida,
Que verdadeiramente oculta-se sob estas aparências,
A Vós, meu coração submete-se todo por inteiro,
Porque, vos contemplando, tudo desfalece.

A vista, o tato, o gosto falham com relação a Vós
Mas, somente em vos ouvir em tudo creio.
Creio em tudo aquilo que disse o Filho de Deus,
Nada mais verdadeiro que esta Palavra de Verdade.

Na cruz, estava oculta somente a vossa Divindade,
Mas aqui, oculta-se também a vossa Humanidade.
Eu, contudo, crendo e professando ambas,
Peço aquilo que pediu o ladrão arrependido.

Não vejo, como Tomé, as vossas chagas
Entretanto, vos confesso meu Senhor e meu Deus
Faça que eu sempre creia mais em Vós,
Em vós esperar e vos amar.

Ó memorial da morte do Senhor,
Pão vivo que dá vida aos homens,
Faça que minha alma viva de Vós,
E que à ela seja sempre doce este saber.

Senhor Jesus, bondoso pelicano,
Lava-me, eu que sou imundo, em teu sangue
Pois que uma única gota faz salvar
Todo o mundo e apagar todo pecado.

Ó Jesus, que velado agora vejo
Peço que se realize aquilo que tanto desejo
Que eu veja claramente vossa face revelada
Que eu seja feliz contemplando a vossa glória. Amém.
Oração na hora do Sofrimento

Ó Pai, vede os sofrimentos de Vossos filhos, vede o momento difícil pelo qual passamos. Pai, é chegada a hora, glorificai Vossos filhos, sustentando nossa fraqueza, para que também Vos glorifiquemos manifestando Vosso poder. Pai, se for possível, afastai de nós este cálice. Mas nosso entendimento não penetra Vosso plano de amor e se não for conforme a Vossa vontade, se temos de beber este cálice de amargura, ajudai-nos com a força de Vossa graça, para que possamos repetir, não só com os lábios, mas também com o coração a oração de Jesus Cristo no Horto das Oliveiras: “Faça-se como Vós quereis, não como nós queremos”.

Muitas vezes somos perseguidos, humilhados, injustiçados. Dai-nos perceber que o discípulo não é maior que o mestre e que Cristo vive em nós e os mistérios de Sua paixão redentora. Ajudai-nos a superar todo o ressentimento e a rezar como Vosso Filho na Cruz: “Pai, perdoai-lhes”.

Sabemos que Vosso plano de amor, muitas vezes nos coloca na cruz. Que ele se realize em nós, para que possamos repetir confiantes a última oração de Vosso Filho: “Em Vossas mãos, ó Pai, entrego Meu Espírito” e, assim esperarmos, tranquilos, que Vosso poder se manifeste na glória de nossa ressurreição.

Amém.