Um mistério é uma realidade (ou um aspecto de uma realidade) que, por princípio, não pode ser deduzida do conhecimento racional.
Mistério (gr. mysterion = mistério)

Liturgia: O Pão da Palavra

“A palavra de Deus é viva, eficaz e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto onde a alma e o espirito se encontram, e até onde as juntas e medulas se tocam; ela sonda os sentimentos e pensamentos mais íntimos. Não existe criatura que possa esconder-se de Deus; tudo fica nu e descoberto aos olhos Dele; e a Ele devemos prestar contas.” (Hebreus 4, 12-13)

Começo essa reflexão sobre a Palavra de Deus com esse trecho que nos questiona sobre como eu olho e como eu vivo os ensinamentos evangélicos e ainda, como eles podem me levar à felicidade.

O homem vive uma dualidade dentro de si, onde apresenta uma tendência pecaminosa de se afastar de Deus e uma incrível atração pelo Sagrado e essa busca pelo Deus Vivo se dá a todo momento. Só uma experiência profunda do Amor de Deus e de sua Palavra pode quebrar essa divisão interior do homem.

O autor do livro dos Hebreus mostra que só pelo conhecimento da Bíblia conseguimos separar o certo e o errado. Ajuda a compreender quem somos e quem é Deus.

Poderíamos falar da divisão da Bíblia e de todos seus livros, mas o que adianta qualquer conhecimento intelectual se o que eu preciso é conhecer o próprio Deus que se manifesta em minha existência.

Então a Bíblia tem que mexer em minha vida. Ela tem que fazer a diferença em minhas atitudes, pois lendo a Palavra de Deus, estou lendo o Próprio Deus.

Não podemos mais viver com um pé na Igreja e um pé no mundo!

Tenho que tomar uma atitude definitiva diante de Deus.

Tenho que viver conforme a vontade do Senhor.

Podemos ser curados pela palavra que Deus nos dá e que a Igreja nos aponta, pois ela já nos dá um caminho de espiritualidade baseada na Bíblia, oferecendo a cada dia leituras para vivenciarmos o Amor de Deus e ainda nos orientar nas atitudes e caminhos para a felicidade.

Para terminar é importante saber que para toda dificuldade e até para toda doença existe a cura: “Não foi erva nem unguento que os curou, e sim tua palavra, Senhor, que cura todas as coisas.” (Sabedoria 16,12)