Caminhai na Terra com os pés, mas estejai com os corações no Céu.
São João Bosco

Catequese: Filosofia, um presente de Deus para o homem

A palavra Filosofia significa "amor à sabedoria". O Filósofo é aquele que ama o saber, ama conhecer. Não é possível filosofar aquele que não possui a virtude da humildade e que se acha o dono da verdade. Ora o Filosofo é um sábio por excelência. Assim dizia Sócrates: “Só sei que nada sei” que significa que por mais sabedoria que ele possa ter, ainda é pouco se comparado as inúmeras sabedorias que se podem adquirir durante o decorrer dos dias, meses, anos, décadas até milênios.

Santo Agostinho nos ensina: "O dom da fala foi concedido aos homens não para que eles enganassem uns aos outros, mas sim para que expressassem seus pensamentos uns aos outros." Ou seja, todo a aquele que pensa ou questiona sobre algo, de certa forma já está filosofando e essa sabedoria adquirida deve ser dita, falada, transmitida a outros. "A Filosofia é uma realidade humana, pois nenhuma pessoa consegue deixar de fazer um esforço filosófico, ainda que mínimo".

Todos tentam unir as idéias que possuem com a vida que levam. Ninguém é plenamente humano sem um mínimo de filosofia, pois não é possível viver de forma irracional. Conclui-se, portanto, que o esforço filosófico é comum a todos. Sim, ainda que não percebamos todos nós filosofamos.

A Igreja, observando essa verdade, de que a filosofia está intrinsecamente unida ao ser humano, concede aos seminaristas o estudo da Filosofia, exatamente para que os futuros padres possam reconhecer-se plenamente como seres humanos, para que possam assumir plenamente sua humanidade e depois de assumido possam fazer uma boa teologia, ou seja, os padres são formados intelectualmente com o estudo filosófico exatamente porque essa disciplina nos ensina a nos conhecer e conhecer o outro, conhecer o mundo e a realidade em que vivemos.

Concluímos, portanto que na Igreja e somente nela, a Filosofia encontra a sua plenitude, pois sendo ela "amor à sabedoria", por excelência, a encontramos na casa de Deus. A sabedoria (sapientiae: sapiência) é o próprio Cristo, como nos ensina São Paulo: "Mas, para aqueles que são chamados, tanto judeus como gregos, ele é o Messias, poder de Deus e sabedoria de Deus." (I Cor 1, 24). A Sagrada Escritura, no livro de Sabedoria nos ensina que: "Não abandone a sabedoria, e ela o guardará. Ame a sabedoria, e ela o protegerá. O princípio da sabedoria é adquirir a sabedoria." (Pv 4, 6-7), ou seja, a Igreja nos ensina que deve-se ler o Antigo Testamento à luz de Jesus Cristo, logo podemos concluir que essa sabedoria é o próprio Cristo, vejamos: "Não abandone o Cristo, e ele o guardará. Ame o Cristo, e ele o protegerá. O princípio da sabedoria é adquirir o Cristo." Portanto, a Filosofia é importante, querida por Deus, e útil para nos aproximarmos cada vez mais da sabedoria Eterna, nosso Senhor Jesus Cristo.

"Ó Sabedoria Eterna, a ti rendemos louvores, e pedimos: ensina-nos a sermos mais santos, mais sábios, mais humildes. Ó Cristo,Sabedoria do Pai, envia-nos o teu Espírito Santo, para que possamos crescer não só em estatura, mas em graça, em sabedoria. Amém."